CDLs do Sul da Bahia apresentam pauta conjunta à Federação Baiana

Representantes de 16 Câmaras de Dirigentes Lojistas do Sul da Bahia reuniram-se segunda-feira (21), em Itabuna, com os dirigentes da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado da Bahia (FCDL-BA). Na pauta do encontro, temas relevantes para o segmento lojista, a exemplo da representatividade política e parceria econômica para o desenvolvimento do comércio.

Presentes, o presidente da FCDL, Pedro Luiz Failla, e o diretor executivo Carlos Machado, ouviram o pleito dos lojistas e asseguraram que se unirão para atender às demandas regionais. Ficou acertado, que a partir de agora, novos produtos deverão ser formatados para alavancar o comércio, tanto na área das promoções conjuntas, como implantar ferramentas que diminuam o custo das operações de vendas com cartões.

Sediado pela CDL de Itabuna, a reunião foi promovida pela Associação das CDLs do Sul da Bahia, presidida por Ériston Nascimento (CDL Canavieiras), com a finalidade manter o segmento lojista no centro das decisões políticas e econômicas. Segundo Ériston, as leis tributárias que regem o segmento são arcaicas e precisam ser modificadas para atender às novas regras do mercado.

Outro tema abordado foi a possibilidade de formatar produtos promocionais de alcance estadual, mantendo-se a participação local, com premiações variadas, no sentido de que cada CDL participe com premiação própria, em menor escala, e garanta prêmios maiores em nível regional. “Assim, conseguiremos grandes patrocinadores e possamos oferecer uma premiação que possa atender aos anseios dos consumidores”, ressalta Ériston.

Com o incremento das vendas em cartões de crédito e a queda nas consultas do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), o equilíbrio financeiro deverá ser conseguido com parcerias em diversos produtos disponíveis no mercado. Para o presidente da CDL de Itabuna, Carlos Leahy, são novas empresas que operam máquinas de cartão de crédito, que possam firmar acordo de cooperação e gerar renda para as CDLs.

Outro produto que passará a ser operado pelas CDLs é a certificação digital, hoje uma nova realidade do mercado, com validade jurídica que garante proteção a operações eletrônicas. O certificado hoje é exigido para os contabilistas, advogados, profissionais liberais das mais diversas áreas, estabelecimentos bancários, facilitando a operação de negócios através da rede mundial de computadores.

No entender do presidente da FCDL, Pedro Luiz Failla, outra realidade do mercado é a implantação do cadastro positivo, que gerará um grande banco de dados, e que vai contribuir significativamente nas relações comerciais. Esses novos produtos serão operados pelas Câmaras de Dirigentes Lojistas, gerando receitas que deverão atender às novas expectativas do comércio lojista.

Pedro Luiz informou que a Federação está em sintonia com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), que vem atuando junto ao Governo Federal e ao Congresso Nacional buscando a obtenção de meios que permitam o fortalecimento da livre iniciativa. Junto com isso, a diminuição da burocracia, a redução da carga tributária, a defesa das reivindicações de interesse dos lojistas e, sobretudo, contribuir para o crescimento e desenvolvimento do país.

Participaram do encontro, as CDLs de Itabuna, Ilhéus, Canavieiras, Camacan, Itamaraju, Teixeira de Freitas, Buerarema, Coaraci, Ibirataia, Jequié, Itapetinga, Jaguaquara, Camamu, Ubaitaba, Uruçuca e Itororó.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *