2ºTORNEIO BRUTAL DE KETTLEBELL SPORT

Canavieiras dominou tanto no número de atletas quanto de medalhas conquistadas

Na tarde do último sábado (30/06), Canavieiras sediou a 2ª edição do Torneio Brutal de Kettlebell Sport do interior da Bahia. Ao todo, 20 atletas participaram da competição, realizada no Auditório do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, com Canavieiras dominando tanto no número de atletas inscritos, 14, quanto na quantidade de medalhas conquistadas, 23.

Das três provas disputadas, mais uma vez o snatch foi a preferida dos baianos, presente nas 21, das 33 baterias. Neste movimento, o kettlebell é levado em um movimento só da altura do joelho para acima da cabeça com o braço travado no alto. As mulheres também mostraram sua força no esporte sendo 70% dos inscritos e batendo recordes expressivos.

O esporte começou a ser praticado em Canavieiras há dois anos quando o educador físico João Rosário, especialista em Kettlebell Sport, se mudou para a cidade trazendo todo seu know-how e experiência de 10 anos com a ferramenta. Há pouco mais de um ano, três campeonatos foram realizados no estado e todos contaram com a participação de atletas Canavieirenses, que já totalizam 37 medalhas no esporte. A única atleta presente nas três competições, duas em Canavieiras e uma em Salvador, que foi a etapa Brasil de um mundial, foi Joyce Araújo, que já acumula quatro medalhas, todas de ouro para a cidade.

DESTAQUES DA COMPETIÇÃO

Nesta 2ª edição do Torneio Brutal de Kettlebell Sport, cinco atletas alcançaram marcas expressivas segundo tabelas internacionais do esporte. A melhor marca foi da treinadora e atleta Priscila Beck, do Priscila Beck Kettlebell Club de Salvador, pioneira do estado a disputar campeonatos de kettlebell Sport. Priscila, que é treinada por João Rosário, completou 167 repetições em 10 minutos na prova snatch com kettlebell de 16 kg, atingindo a marca para o título de CMS (Candidate Master of Sports) concedido aos atletas que atingem uma das maiores marcas no ranking da International Kettlebell Organization (IKO).

Na Bahia já são três atletas mulheres com marcas para CMS, todas de Salvador. Mais quatro atletas de Canavieras  atingiram o rank internacional 1 da ketacademy e IKO, que são os três ranks internacionais iniciais, logo abaixo do CMS, sendo o 1 o maior dos três.

Poliana de Jesus com 87 repetições, em 10 minutos, no TALC, prova  com dois kettlebells de 12 kg, atingiu o rank 1 da IKO, que é a indicação de marca mais alta na categoria de peso corporal de 59 kg, fazendo inclusive 20 a mais para esse rank. Andressa Rosa  também atingiu na mesma prova o rank 1 com 79 reps e, apesar de ter feito menos repetições que Poliana, ficou com a 1º colocação por ter peso corporal mais leve, 52 kg. As duas atletas representaram o LM Studio de Canavieiras, equipe com maior número de atletas no torneio.

Mais duas atletas de canavieirenses conquistaram o rank 1. Eliane Santos, a Bi, que no Snatch 8 kg fez 265 repetições em 10 min, sendo que com 107 já atingiria a marca do rank1 da IKO, e Joyce Araújo, que com 65 reps no jerk com 2 dois kettlebells de 12kg  atingiu em 5 minutos a marca para o rank 1 da tabela da Ketacademy, 15 a mais do que exigido para esse rank. Ambas treinam com o professor de Kettlebell Sport João Rosário, na Academia Arte Suave.

ENCONTRO DE GERAÇÕES E FAMÍLIAS
Gabriela em 1º e Fátima, sua mãe, em 3º lugar no mesmo pódio

O torneio teve início com a bateria dos irmãos Jessé e Jeane Pimenta, de Canavieiras. Jessé Pimenta, treinado por João Rosário, foi o atleta que competiu com os maiores pesos da competição, 24 kg e 20 kg, ambos na prova snatch.

Fátima Silva, 58 anos, da Crossfit L3 de Salvador, também trouxe suas duas filhas para competir, dividindo inclusive um dos pódios com sua filha mais velha, Gabriela Guimarães, com Gabriela na 1º e Fátima na 3º colocação na prova Long Cycle, 5 min, com dois kettlebells de 8 kg. Como cada uma disputou duas provas,a família faturou no total 6 medalhas. Poliana Silva e sua filha Luany, da equipe LM Studio de Canavieiras, também disputaram o torneio faturando juntas 4 medalhas, duas cada, sendo Luany, 14 anos, a atleta mais nova do torneio.

Da atleta mais nova, Luany, 14 anos, de Canavieiras, as mais experientes de Salvador, Fátima Silva, 58 anos, da Crossfit L3 e Ana Graça Braga, 64 anos do Priscila Beck Kettlebell club, o clima era de respeito, integração e superação entre as gerações. Teve inclusive pódio com a atleta mais nova, Luany, na segunda colocação, e Ana Graça, a mais experiente, na 3º coloção, na prova snatch 8 kg, 5 minutos.

O torneio contou com a participação de quatro equipes, duas de Canavieiras e duas de Salvador. De Canavieiras as equipes Brutal Strenght and Conditioning, liderada pelo treinador e organizador do torneio João Rosário e a LM Studio do treinador Leandro Alves. De Salvador, o Priscila Beck Kettlebell Club, da treinadora Priscila Beck e a Crossfit L3, liderada pelo treinador Fábio Leal.

Ana Graça, 64 anos e Luany, 14, competindo na mesma bateria.

O esporte é um levantamento de peso que exige força e habilidade com o kettlebell, uma bola de ferro com alça que pode pesar de 8 a 32 kg em campeonatos e consiste em quatro provas – jerk, snatch, long cycle e o biathlon (junção do jerk e snatch) disputadas em 5 ou 10 minutos. O vencedor é o atleta que conseguir executar mais repetições no tempo da prova.

Segundo João Rosário, nos últimos quatro anos o esporte que alia força, técnica e resistência cresceu no Brasil e desde 2014, quando os primeiros campeonatos foram organizados, o nível técnico e a performance dos atletas aumentaram. Promotor das duas edições do torneio de kettlebell Sport em Canavieiras, Rosário foi o pioneiro no treinamento de atletas e realização de campeonatos de Kettlebell Sport no Brasil, introdutor do esporte na Bahia (Salvador) em 2015 e, no ano seguinte, 2016, em Canavieiras.

Para Rosário, treinar com o kettlebell é como ter todos os benefícios de uma academia em uma única ferramenta. Uma alternativa prática e completa para os que querem sair do sedentarismo, melhorar o condicionamento físico ou se desafiar no esporte.O professor esclarece, ainda, que o Kettlebell Sport pode ser praticado por todos, de iniciantes a atletas, cada um na intensidade indicada, porque sua evolução é progressiva.

Se você ficou interessado em conhecer essa modalidade, João dá aulas na Academia Arte Suave, que fica na rua Altamirando de Carvalho Filho, 308, Canavieiras. Mais informações (73) 99827-9091 ou redes sociais @brutalsc

O torneio contou com o patrocínio da Casa do Estudante, CDL de Canavieiras, Bike Shop e Malu Móveis. Apoio: Du Açaí do grupo Açaizeiro, Costa Sul FM 99.3, Tabu Online, Exa eventos Esportivos e Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *