Pequenos negócios baianos contrataram 188% a mais que em 2017

Saldo foi registrado no primeiro semestre, segundo estudo do Sebrae, com base em dados do Caged

O primeiro semestre de 2017 foi bom para as micro e pequenas empresas (MPE) baianas, que fecharam o período com um saldo positivo de 4.821 empregos gerados. Mas um levantamento do Sebrae, com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho, mostra que o período foi ainda melhor este ano: os pequenos negócios do estado geraram surpreendentes 13.921 vagas, quase três vezes mais empregos que no mesmo período de 2017. O crescimento, de 188%, merece ainda mais destaque se comparado à média brasileira de janeiro a junho, que foi 45% maior que em 2017.

O superintendente do Sebrae Bahia, Jorge Khoury, comemora o resultado, registrado após um saldo negativo em 2016. “Os pequenos negócios baianos estão comprovando a sua resiliência e capacidade de gerar desenvolvimento para todo o estado. Eles atuam como uma mola propulsora e impactam diretamente a nossa economia. Precisamos dar toda a atenção a esses empresários”, avaliou o diretor, lembrando que, por outro lado, as médias e grandes empresas geraram 454 empregos no estado, de janeiro a junho.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!