Dia D de vacinação contra Poliomielite e Sarampo é neste sábado (18)

Todos os postos de saúde de Canavieiras estarão abertos neste sábado (18) das 8 às 17 horas no dia D de mobilização nacional para a vacinação de crianças de 1 a menores de 5 anos de idade contra a Poliomielite e Sarampo.

A Campanha Nacional contra Poliomielite e Sarampo começou no dia 6 e vai até o dia 31 de agosto nos postos Talma Cajueiro , Posto Sócrates 1, Posto Sócrates 2 e Posto João Fon Fon. Nos próximos sábados 18 e 25 de agosto, todos os postos da cidade estarão abertos para os dias de grande mobilização nacional, quando 36 mil postos de todo o país estarão abertos para vacinar o maior número possível de crianças.

A campanha nacional — de forma indiscriminada, independentemente da situação vacinal do público-alvo —pretende imunizar, em todo o País, mais de 11 milhões de crianças, diminuindo a possibilidade de retorno da pólio e reemergência do sarampo, doenças já eliminadas no Brasil.

Crianças de um a menos de cinco anos de idade que não tomaram nenhuma dose da vacina contra poliomielite receberão a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). As menores de cinco anos que já tiverem tomado uma ou mais doses da vacina, receberão a Vacina Oral Poliomielite (VOP), conhecida como “gotinha”. Já para o sarampo, todas as crianças nessa faixa etária receberão uma dose da vacina Tríplice viral, independentemente da situação vacinal delas.

O Ministério da Saúde oferta todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que estão disponibilizadas no SUS. Ao todo, são 19 para combater mais de 20 doenças, em todas as faixas etárias. Por ano, são cerca de 300 milhões de doses de imunobiológicos distribuídos em todo o país.

Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e Amazonas. No entanto, os surtos estão relacionados à importação. Isso ficou comprovado pelo genótipo do vírus (D8) que foi identificado, que é o mesmo que circula na Venezuela. Até o dia 01 de agosto, foram confirmados 742 casos de sarampo no Amazonas, 4.470 permanecem em investigação. O estado de Roraima confirmou 280 casos da doença e 106 continuam em investigação.

Além disso, alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos estados de São Paulo (1), Rio de Janeiro (14); Rio Grande do Sul (13); Rondônia (1) e Pará (2). O Ministério da Saúde permanece acompanhando a situação e prestando o apoio necessário ao Estado e informa que todas as medidas de bloqueio de vacinação, mesmo em casos suspeitos, estão sendo realizadas em todos os estados.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!