Haddad ganha na Bahia e enfrentará Bolsonaro no 2º turno

Na Bahia o PT  mostrou sua força com Haddad vencendo com 60,26% dos votos, apesar de ter ficado quase 15% atrás de Bolsonaro nos votos de todo país. Rui Costa, do PT, foi reeleito governador  e Ângelo Coronel (PSD) e Jaques Wagner (PT) foram eleitos senadores.

Brasileiros foram as urnas neste domingo para eleger quem vai  comandar o Brasil pelos próximos quatro anos. E o resultado será um segundo turno no dia 28 de outubro entre Jair Bolsonaro (PSL), que atingiu 46,03% dos votos e Fernando Haddad (PT) com 29,28%.  O candidado do PSL entra com ampla vantagem no segundo turno.  Em Canavieiras, assim como em todo o estado, Haddad teve mais votos atingindo 59.27% , enquanto Bolsonaro atingiu 28.29%

Na Bahia, Haddad venceu em 411 das 417 cidades da Bahia e Jair Bolsonaro (PSL) ganhou em apenas 6 municípios.  O candidato petista Haddad só perdeu nas apurações de Luís Eduardo Magalhães, Buerarema, Itabuna, Eunápolis, Teixeira de Freitas e Itapetinga.  Ao todo, no estado, Haddad teve 60,26% dos votos válidos e Bolsonaro 23,43%.

Haddad tem a seu favor um Nordeste fiel que reelegeu governadores petistas já no primeiro turno, como é o caso do Ceará, com Camilo Santana (79,5% dos votos), e da Bahia, com Rui Costa (75,9%). A reeleição faz com que Costa, eleito pela primeira vez para o governo do estado em 2014, na eleição para a sucessão do também petista Jaques Wagner (que governou também por dois mandatos), permaneça no cargo até 2022.

Jacques Wagner também garantiu a cadeira do Senado com 35.71% dos votos válidos na Bahia, seguido de Ângelo Coronel do PSD com 32,97%. Com isso, o PT se consolida no comando do executivo estadual por 16 anos consecutivos.

A memória do lulismo garantiu a Haddad uma transferência de votos em três semanas que o levou ao segundo turno. Passou de 6% para 22% na reta final. Deve contar com o apoio de Ciro Gomes que logo após o resultado oficial, disse que tomaria suas posições logo, e não trairia sua história de luta pela defesa da democracia e contra o fascismo.

Nos próximos vinte dias da campanha no Brasil colocará  não apenas um candidato contra o outro. Vai testar a união dos partidos de esquerda, mais progressistas, e a força da onda conservadora puxada por Bolsonaro que se alimentou até aqui pelo ódio ao PT.  Ambos têm rejeição altíssima, e será um teste definitivo para saber quem terá capacidade de controlar a crise política que se instalou no Brasil nos últimos anos.

Votos para Deputado Estadual e Federal na Bahia

Os eleitores baianos elegeram 39 deputados federais e 63 deputados estaduais nas eleições 2018. Os três deputados federais mais votados foram: Pastor Sargento Isidório (AVANTE), Otto Alencar Filho (PSD) e Bacelar (PODE), que juntos tiveram 657.966 mil votos.

Dos 63 deputados atuais, 29 foram reeleitos. Os outros 34 são novos. Dos eleitos, 10 são do PT. A legenda que conseguiu o segundo maior número de candidatos eleitos foi o PSD, com 9. Os três candidatos mais votados para deputado estadual na Bahia foram João Isidorio (AVANTE), Rosemberg (PT) e Diego Coronel (PSD). Juntos eles tiveram 312.759 mil votos.

Nas eleições deste ano, a região Sul da Bahia não conseguiu eleger representantes para a Assembleia Legislativa e nem para Câmara Federal.

Ângela Souza e Augusto Castro não são reeleitos

Pela primeira vez o eixo Ilhéus/Itabuna não elege deputado federal e estadual. Nenhum dos candidatos que representavam a região cacaueira (Ilhéus/Itabuna), conseguiram se eleger para a Assembleia Legislativa e para a Câmara Federal.

Entre os candidatos a deputado estadual, dois representantes tentaram reeleição e não tiveram sucesso, o deputado estadual Augusto Castro (PSDB), que tem sua base eleitoral no município de Itabuna e Ângela Sousa (PSD) a segunda candidata mais votada em Ilhéus.

Confira abaixo a lista de deputados estaduais e federais eleitos na Bahia.

 

Veja a relação dos 39 deputados federais eleitos:

  • Pastor Sargento Isidório (AVANTE): 323.264
  • Otto Alencar Filho (PSD): 185.428
  • Bacelar (PODE): 149.274
  • Prof. Dayane Pimentel (PSL): 136.742
  • Jorge Solla (PT): 135.657
  • Afonso Florence PT: 130.548
  • Zé Neto (PT): 129.196
  • Antonio Brito (PSD): 127.716
  • Alice Portugal (PC do B): 126.595
  • Caetano (PT): 124.647
  • Waldenor Pereira (PT): 121.278
  • Valmir Assunção (PT): 118.313
  • Ronaldo Carletto (PP): 118.097
  • Josias Gomes (PT): 115.571
  • Marcelo Nilo (PSB): 115.277
  • Daniel Almeida (PC do B): 114.213
  • Cacá Leão (PP): 106.592
  • Sérgio Brito (PSD): 105.427
  • Lídice da Mata (PSB): 104.348
  • Claudio Cajado (PP): 104.322
  • Elmar (DEM): 103.823
  • Adolfo Viana (PSDB): 102.603
  • Mário Negromonte Jr (PP): 102.512
  • Pelegrino (PT): 101.476
  • José Nunes (PSD): 99.535
  • Marcio Marinho (PRB): 95.204
  • Felix Mendonça (PDT): 91.913
  • Arthur Maia (DEM): 88.908
  • João Bacelar (PR): 84.684
  • João Roma (PRB): 84.455
  • Paulo Azi (DEM): 84.090
  • Jose Rocha (PR): 84.016
  • Leur Lomanto Jr (DEM): 82.110
  • Uldúrico Júnior (PPL): 66.343
  • Alex Santana (PDT): 62.922
  • Igor Kannario (PHS): 54.858
  • Pastor Abilio Santana (PHS): 50.345
  • Tito (AVANTE): 48.899
  • Raimundo Costa (PRP): 38.829

 

Confira a lista dos 63 deputados Estaduais eleitos na BA
  • Joao Isidorio (AVANTE): 110.540
  • Rosemberg (PT): 101.945
  • Diego Coronel (PSD): 100.274
  • Zé Raimundo (PT): 94.014
  • Eduardo Salles (PP): 89.123
  • Rogério Andrade Filho (PSD): 85.968
  • Alex da Piatã (PSD): 83.209
  • Alex Lima (PSB): 82.038
  • Adolfo Menezes (PSD): 80.817
  • Ivana Bastos (PSD): 76.605
  • Dal (PC do B): 74.671
  • Marcelinho Veiga (PSB): 70.612
  • Fátima Nunes (PT): 69.663
  • Roberto Carlos (PDT): 69.440
  • Targino Machado (DEM): 67.164
  • Antônio Henrique Jr. (PP): 66.754
  • Jusmari (PSD) 66.318
  • José de Arimateia (PRB): 65.946
  • Nelson Leal (PP): 65.478
  • Robinson (PT): 65.295
  • Pedro Tavares (DEM): 64.272
  • Sandro Régis (DEM): 64.268
  • Marcell Moraes (PSDB): 64.219
  • Samuel Junior (PDT): 63.951
  • Luciano Simões (DEM): 63.627
  • Alan Castro (PSD): 62.500
  • Vitor Bonfim (PR): 61.165
  • Eduardo Alencar (PSD): 59.891
  • Zé Cocá (PP): 59.380
  • Marquinho Viana (PSB): 59.020
  • Olivia Santana (PC do B): 57.755
  • Jurailton Santos (PRB): 57.735
  • Bobô (PC do B): 57.716
  • Tom Araujo (DEM): 57.570
  • Paulo Câmara (PSDB): 55.881
  • Leo Prates (DEM): 55.018
  • Laerte do Vando (PSC): 55.007
  • Fabiola Mansur (PSB): 54.444
  • Euclides (PDT): 53.086
  • Soldado Prisco (PSC): 53.065
  • Marcelino Galo (PT): 52.027
  • Neusa Cadore (PT): 52.027
  • Robinho (PP): 51.745
  • Fabrício (PC do B): 51.620
  • Aderbal Caldas (PP): 51.480
  • Mirela Macedo (PSD): 50.357
  • Jacó (PT): 49.749
  • Dr.David Rios (PSDB): 49.504
  • Janio Natal (PODE): 49.497
  • Alan Sanches (DEM): 49.050
  • Paulo Rangel (PT): 48.296
  • Maria Del Carmen (PT): 48.147
  • Jurandy Oliveira (PRP): 47.432
  • Osni (PT): 46.212
  • Niltinho (PP): 46.174
  • Zó (PC do B): 43.347
  • Tum (PSC): 40.632
  • Capitao Alden (PSL): 39.732
  • Hilton Coelho (PSOL): 35.733
  • Pastor Tom (PATRI): 29.335
  • Katia Oliveira (MDB): 27.206
  • Talita Oliveira (PSL): 26.096
  • Junior Muniz (PHS): 21.058

 

 

 

 

Print Friendly, PDF & Email

Um comentário em “Haddad ganha na Bahia e enfrentará Bolsonaro no 2º turno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!