Amigos que faziam stand up somem na Barra e são achados após 18 horas no mar

Trio esteve no Porto da Barra para curtir o pôr do sol enquanto praticava o esporte

Um grupo de três amigos desapareceu no Porto da Barra, Salvador, neste sábado (10), por volta das 17horas, e foi encontrado na manhã deste domingo (11). O trio, composto por dois homens e uma mulher, alugou pranchas de stand up paddle às 17h para curtir o pôr do sol no mar, enquanto remavam. A Marinha informou que, às 10h48min, duas pessoas foram localizadas por um catamarã que fazia a travessia Salvador-Morro de São Paulo. Um outro remador foi resgatado ontem mesmo a 14km do local que desapareceu.

Geraldo da Conceição, 42, era o mais experiente no esporte e foi o encontrado cinco horas após o desaparecimento. Os outros dois amigos continuaram perdidos por 18 horas no mar, até que foram encontrados pelo Catamarã Farol do Morro, no meio do mar.

A Marinha informou que ainda não há informações sobre o estado de saúde do casal Rita Maria de Sales e André Vinícius, localizados com vida nesta manhã. Geraldo foi atendido ainda ontem no Hospital Naval e liberado.

Por volta das 22h59min de ontem, Geraldo foi resgatado por um navio da capitania. Ele estava em bom estado, foi levado para o hospital e liberado algumas horas depois. “A mistura de correntes marítimas e ventos foi o que os levou para longe”, pontuou o tenente. “Geraldo se empenhou em ajudar nas buscas”, acrescentou.

Após o resgate pelo catamarã, o casal foi transferido para o Navio patrulha Gravataí, da Marinha, onde está sendo atendido por equipe de saúde. Eles serão trazidos para a sede do Distrito Naval de Salvador.

O tenente Fernando Araújo, da Marinha do Brasil, explica que a capitania dos Portos recebeu, por volta das 18h de ontem, a informação do desparecimento.

“Uma lancha e um navio de socorro foram enviados imediatamente para o local. Também acionamos a comunidade matíma (colônias de pesca, empresas de transporte, marinas, etc) e órgãos de segurança pública”, explica.

O tenente ressalta que não havia aviso de mau tempo, mas que o mar estava com muitas ondas. “O mar estava com bastante ondulação. Até a transferência do primeiro resgatado para a lancha foi dificultoso”, argumenta.

Fonte: Correio24horas’

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!