Boinha Freire tem encontro com campeão Olímpico de Vôlei

O esportista Canavieirense Boinha Freire, representando o CDC – CDC – Clube Desportivo Canes, teve um encontro, no Hotel Transamérica – Ilha de Comandatuba, com o ex atleta Olímpico Willian Carvalho da Silva, o eterno capitão William da geração de prata do vôlei brasileiro em Los Angeles/1984, onde conversou sobre os maiores momentos vividos em sua carreira.

A geração de prata, comandada por Willian, Renan, Bernard, Xandó, Bernardinho, Amauri, Montanaro,  Badá, Marcus Vinícius e Fernandão, inspirou garotos depois dos resultados obtidos no começo da década de 1980. Além da prata em Los Angeles, o Vôlei Masculino venceu o Mundialito do Rio, em 1982, além do Pan-Americano de Caracas e do Sul-Americano, em 1983. Um ano antes, ficou com o vice-campeonato mundial na Argentina, depois de um terceiro lugar na Copa do Mundo disputada no Japão, em 1981.

Com o sucesso em quadra, os garotos do Brasil começaram a praticar o esporte e, oito anos depois, o país conquistou a tão esperada medalha de ouro, na Olimpíada de Barcelona, em 1992. “A geração de prata foi fundamental. Ela marcou em episódio extremamente importante no vôlei no país. Eles abriram o caminho. Foi um marco de jogadores talentosos. O mundo começou a ver o Brasil de um jeito diferente”, relata Boinha Freire.

O atleta Olímpico fez um grande elogio ao trabalho realizado pelo CDC que nesse ano completará 27 anos, parabenizando a determinação e empenho ao esporte durante esses anos, onde na oportunidade tirou fotos e fez um vídeo parabenizando os atletas do CDC.

Para fazer parte da família CDC Vôlei, os interessados devem se apresentar para aula experimental nos dias de treinamento, com seu responsável, sendo as aulas dos atletas da faixa etária de 7 a 14 anos, acontecem as segundas e quartas, no Centro Esportivo Julia Thomson, no Bairro da Birindiba, das 16:50 às 18:50 horas com a Escolinha de Vôlei e já na faixa etária acima de 15 anos, acontecem as terças e quintas, no Geca – Ginásio de Esportes de Canavieiras, das 18 às 22 horas.

Para permanecer na escolinha é necessário estar apto fisicamente à prática de esporte; estar estudando; ter freqüência nos treinamentos e jogos competitivos, além de estar dentro do limite de idade.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!