http://tabuonline.com.br/wp-content/uploads/2019/02/publi_728x90px.gif

Velho canavieirense na terra natal

Aos 4 anos de idade ele deixou Canavieiras e só quando estava na faixa dos 40/ 50 anos é que veio rever a terra natal, isso em fins da década de 1990 e na de 2000.

Veio, viu e gostou, tanto que de lá para cá tem amiudado as visitas, como esta de agora, em que Nicholson Gomes dos Santos Filho, 62 anos, está curtindo a terra que lhe serviu de berço durante um mês inteiro, acomodado em casa em que locou na ilha de Atalaia.

Nicholson é servidor público federal aposentado, isso após 35 anos de serviços prestados ao IBGE. Ele viveu a maior parte de sua vida em Belo Horizonte, depois de ter morado também no estado do Rio.

Nos últimos anos passou a viver num sítio, no município mineiro de Nova Serrana, com a mulher Gislane Lacerda Amaral, filha dessa cidade. Eles têm três filhos e curtem aí plantas e a natureza em geral, inclusive um criatório recreativo de galinhas.

Nicholson, o pai do Nicholson filho, era canavieirense, assim também como sua mãe, Rosalva Freire dos Santos, falecida em 2016. O pai deixou Canavieiras cedo, nos anos 1950, levando o filho e tornou-se militar do Exército, e a mãe morou muito tempo em Salvador.

Em Canavieiras, como em Comandatuba (Una), Nicholson tem tido contatos com parentes, entre eles descendentes do falecido Wilfredo Ribeiro, que era laboratorista e foi vereador, como Valquinho, Vanja, Forlan…

– Me emociono sempre quando passo na Rua 13 e vejo aquele sobrado de esquina em que funcionou a Casa de Saúde e Maternidade São Boaventura. Meus pais me diziam que foi ali que eu vim ao mundo, comenta Nicholson. (O imóvel pertence hoje aos herdeiros do promotor público Edulindo Ribeiro de Carvalho).

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!