Notícia postada em 14 de junho de 2017 às 09:08

Contas de ex-prefeito serão julgadas dia 20

Almir1


Como estava previsto, o ex-prefeito Almir Melo usou mais uma vez de manobra (um novo atestado médico) para protelar o julgamento de suas contas de 2015 pela Câmara Municipal.

As contas já foram rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios, decisão que deverá ser ratificada pela maioria dos vereadores, o que implicará na suspensão dos direitos políticos do ex-prefeito por 8 anos.

Na avaliação da direção da Câmara, é nítida a tentativa do ex-prefeito de adiar por tempo indeterminado o julgamento de suas contas pelos vereadores.

A propósito, a direção da Câmara informa que “equivoca-se o representante legal do responsável pelas contas quando em ofício protocolado nesta Casa de Leis, informa que não fora notificado/intimado da mencionada Sessão de Julgamento. Tal informação NÃO CORRESPONDE À VERDADE DOS FATOS, vez que conforme ofício GAB.CAM 087/2017, recepcionado pelo ex-gestor na data de 07/06/2017, às 11:35, o mesmo foi pessoalmente notificado da presente sessão (ofício e protocolo anexos). Informa-se que a notificação pessoal é válida e suficiente para comunicação de todos os atos processuais”.

A direção da Câmara informou ainda que, diante dos fatos, adotará todas as medidas legais e cabíveis para que a Sessão de Julgamento ocorra na próxima terça-feira, 20 de junho de 2017, sem mais adiamentos.

A edição em pdf

(Pág. 01 ok.indd)
Edições Anteriores