Notícia postada em 12 de junho de 2017 às 08:08

Nova manobra de ex-prefeito sobre suas contas

01


Acredita-se que mais uma manobra do ex-prefeito Almir Melo poderá adiar outra vez a decisão da Câmara Municipal sobre as contas dele, de 2015, que teve parecer desaprovador do Tribunal de Contas dos Municípios.

Na terça-feira passada as contas seriam votadas pelos vereadores, a quem cabe a palavra final segundo a lei, mas ciente de que o resultado lhe seria desfavorável, Almir pediu adiamento da sessão, alegando doença de seu advogado.

O presidente Nilton Nascimento acatou o pedido do ex-prefeito e remarcou a votação para esta terça-feira dia 13. Mas é provável que a votação não aconteça, pois a Câmara não teria notificado o advogado do ex-prefeito a tempo sobre a nova data.

Soube-se, a propósito, que o ex-prefeito estaria questionando juridicamente o parecer que lhe foi desfavorável, do Tribunal de Contas e, com isso, passaria a protelar judicialmente a sessão decisiva da Câmara.

Almir precisa de 8 votos na Câmara e só contaria com 4 votos. Por causa disso fala-se também em “negociações” com alguns vereadores. Se perder na Câmara, o ex-prefeito, de 73 anos, ficará inelegível por 8 anos.

A edição em pdf

(Pág. 01 ok.indd)
Edições Anteriores