Notícia postada em 3 de fevereiro de 2018 às 10:51

O que vai pela política de Canavieiras – 14

300


Frustração versus alegria

Desagrado geral nos terreiros oposicionistas, alegria total nas hostes do Governo Ser Humano.

Foi o que provocou o Tribunal Regional Eleitoral, onde Dr. Almeida começou ganhando, logo de saída, o influente voto do relator do processo que discute a cassação ou não do seu diploma de prefeito.

A questão deve voltar à pauta do TRE ainda em fevereiro, segundo uns, ou dentro de uns 90 dias, segundo outros, ou em prazo ainda mais dilatado, dizem outros.

 

Que o circo pegue fogo…

A quem mais desagradou a decisão do TRE foi a Edmar Luz, candidato a prefeito 2º colocado na eleição passada, e ao ex-prefeito Almir Melo, 3º colocado.

O ex-prefeito Zairo Loureiro, que rompeu com Dr. Almeida logo após apoiá-lo na eleição passada, também não gostou nada da decisão.

Restaram ainda insatisfeitos boa parte do PT local e aqueles que torcem simplesmente para que o circo pegue fogo, ou seja, que a cidade se incendeie em torno de uma nova eleição.

 

Efeitos colaterais

A permanência do Dr. Almeida na prefeitura impediu que o vereador Nilton Nascimento engordasse seu currículo político ao assumir o cargo de prefeito por 90 dias, até a eleição e posse de um novo prefeito.

Impediu também que o vereador Cleonildo Tiburcio pulasse para a presidência da Câmara Municipal. Nilton é o atual presidente do Legislativo e Cleonildo, o vice.

De outro lado, assegurou a Medradinho a continuidade do salário de vice-prefeito, já que a queda do Dr. Almeida implicaria na dele também.

 

Deixa o homem trabalhar

Almir Jr. apoiado pelo ex Almir Melo, seu pai, e Iara Loureiro apoiada pelo ex Zairo, seu marido. Almir desfalcado do amigo Geddel, que continua hospedado na Papula, mas Iara poderia ter o prefeito ACM Neto no seu palanque.

É inquestionável que Edmar seria candidato de novo, assim como o grupo do popular prefeito Dr. Almeida também teria candidato.

Mas a nova eleição, pelo menos até agora, não passou de sonho de uma noite de verão, daí o Dr. Almeida continuar dando as cartas, ouvindo-se já aquele refrão “Deixa o homem trabalhar”.

A edição em pdf

(Pág. 01.indd)
Edições Anteriores