Notícia postada em 1 de dezembro de 2017 às 18:02

O que vai pela política de Canavieiras – 5

2


Os votos de Jorge e Cacá

Jorge Garcia, decano dos vereadores de Canavieiras, está exercendo o 6º mandato consecutivo. Desde que chegou à Câmara em 1998, Jorge recebeu até hoje 3.490 votos (336 – 610 – 635 – 770 – 657 – 482 votos).

Quem mais se aproxima do decano é Cacá, com cinco mandatos e 3.450 votos, apenas 40 votos atrás de Jorge, mesmo com um mandato a menos (646 – 840 – 744 – 745 – 475 votos).

 

Metade do que éramos

A população que Canavieiras tem hoje, a da cidade e da zona rural, é mais ou menos metade da que o município tinha 60 anos atrás.

Diz o IBGE que somos hoje 32.331 canavieirenses, e que há 60 anos éramos 61.087.

Naquele tempo pertenciam a Canavieiras os distritos, hoje municípios, de Potiraguá, Camacã, Mascote, Pau Brasil e Santa Luzia.

 

Três dúzias de partidos

Na eleição passada, 23 partidos políticos lançaram os nossos quatro candidatos a prefeito – Boinha, Edmar e Almir, cada um por coligação de seis partidos, e Dr. Almeida, por uma coligação de cinco.

Atualmente apenas 14 partidos aparecem instalados em Canavieiras, dos 35 em funcionamento no Brasil, é o que diz o site da Justiça Eleitoral.

Depois dos anos 1960/1980 em que vivemos a camisa de força de apenas dois partidos, Arena e MDB, desaguamos na pouca-vergonha de três dúzias de partidos.

 

Presidente mais vezes

Que vereador mais vezes foi presidente da nossa Câmara Municipal?

Antônio Salustiano Viana, Augusto Luís de Carvalho ou João de Deus Ramos?

Em tempos menos recuados, Altamirando de Carvalho Filho, Renato Borba ou Hymério Cavalcante?

Ou teria sido Perrucho, Roque Alves, Biela, Zé Braga, Deny ou Cacá?

Uma coisa é certa: nunca antes na história de Canavieiras um vereador elegeu-se seis vezes sem jamais ter assumido a presidência da Câmara!

 

Sem padres na política

Nos 300 anos de predomínio do catolicismo em Canavieiras nunca um padre foi prefeito do município ou, pelo menos, figura de proa em nossa politica. Ou foi?

Mais recentemente, nos anos 1970, no ex-distrito canavieirense de Camacã o povo elegeu prefeito padre Auxêncio, causando uma ruptura no então esquema político dominante herdado de Canavieiras.

Dos anos 1970 para cá, os padres Paulo Azevedo e José Carlos talvez tenham sido os que mais se aproximaram da militância política municipal.

 

A edição em pdf

Edições Anteriores