Notícia postada em 15 de junho de 2017 às 15:18

Três ex-prefeitos às voltas com a Justiça

100


Estão com direitos políticos suspensos, sem poder se candidatar a cargo eletivo, os ex-prefeitos Zairo Loureiro e Boinha Cavalcante e, agora, está ameaçado também com a mesma penalidade o ex-prefeito Almir Melo.

Boinha Cavalcante já vinha como réu em mais de um processo e, há poucos dias, a Justiça Federal o declarou culpado pelo desvio de verba num desses processos. Falta julgamento em outros processos, inclusive em um em que é acusado de ter se apropriado de  R$ 450 mil de contribuição previdenciária que descontou do salário dos servidores e não repassou ao INSS.

Zairo Loureiro teve contas rejeitadas no Tribunal de Contas dos Municípios, rejeição confirmada mais tarde pela Câmara Municipal. O atual vice-prefeito Medradinho é dos correligionários de Zairo que avaliam que o ex-prefeito pode reverter a situação em breve, em face de incorreções processuais que se registraram durante a tramitação, conforme já opinaram advogados especialistas na matéria.

Almir Melo teve as contas de 2015 rejeitadas pelo Tribunal de Contas e agora, através de artifícios protelatórios, vem provocando o adiamento da decisão da Câmara Municipal, por ter a expectativa de que ela também lhe será desfavorável. Há quem avalie que ele terá problemas também com as contas de 2016, último ano do mandato que exerceu entre 2013-2016.

A edição em pdf

(Pág. 01 ok.indd)
Edições Anteriores